IMG_0088 A Decathlon é uma das maiores lojas de artigos esportivos do mundo. São mais de  800 lojas em 21 países. Ela foi criada em 1996, com o objetivo de democratizar o  esporte e chegou no Brasil primeiramente na grande loja de Campinas. Atualmente,  são 19 lojas em 7 estados.

Para explicar como a loja conseguiu ampliar o alcance e se tranformar numa das  gigantes do ramo integrando seus vários ramos, o E-Business Director Brasil da  empresa, Greg Hanffou, realizou a palestra “Omnichannel na prática:  integrando  indústria, lojas físicas e online. As experiências reais de  atuação de atuação da  Decathlon”.

Em 1996, a empresa começou a sua estratégia online, visando ampliar ainda mais a  conveniência de seus clientes. O principal objetivo da empresa é sempre manter o  foco de suas ações nos clientes. Nas lojas, os consumidores sempre são atendidos por experts (praticantes) dos esportes que procuram. Aliás, ser um esportista é um dos pré-requisitos para integrar a empresa.

Após passar pela crise das lojas virtuais no início dos anos 2000, uma outra tática também foi adotada: sempre manter o ritmo digital das estratégias mais rápido que o dos clientes, acompanhando uma tendência em ação no mercado até hoje e observada por outros grandes palestrantes durante o Fórum E-Commerce Brasil 2015.

Cada loja da Decathlon deve reunir no mesmo teto cerca de 55 esportes, agregando, no mínimo, uma marca exclusiva por atividade, o que se torna um grande desafio para as lojas de menor porte, como por exemplo, as de Vila Velha (ES) e Joinville (SC), em termos de estoque.

Uma boa estratégia de distribuição permite que os padrões de tempo médio de retirada das compras online dentro das lojas físicas seja de, no máximo, uma semana, o que cai para 3 dias em São Paulo. Ao se falar apenas de estoque, o produto demora entre 24h a 48h para estar disponível.

Para aumentar o desafio, todas as lojas devem fornecer os produtos comprados online para retirada, o que representam mais de um terço das vendas aproximadamente.

IMG_0092 Os três principais fatores para o e-commerce da Decathlon são as lojas  online, o oferecimento do acervo total e ter uma boa estratégia  mobile, sendo fundamental que haja uma harmonização do e-commerce  com a loja física. Para as vendas mobile, a conversão ainda é  pequena, mas o tráfego na página é enorme.

Para levar os clientes de um meio a outro, e promover o omnichannel,  alguns dos meios de introdução da compra e-commerce são a própria  página na internet ao procurar produtos esportivos, no processo de  recompra de clientes que já utilizam a loja e sua promoção dentro das lojas físicas.

Uma dúvida surgiu no Fórum quanto a troca das compras realizadas via omnichannel: em São Paulo, ela é feita sem problemas com a mesma nota fiscal de compra, mas por motivos burocráticos o mesmo não ocorre no resto do Brasil, onde é usado um sistema de devolução e doação que permite os dados do estoque sempre estarem corretos.

Uma estratégia bem alinhada e atenção aos consumidores: esses são os maiores segredos para o sucesso da propagação da Decathlon.

Written by Renato Binotto